Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Palavras chave

dicionário  Liga  Denki  akitã  português  

Últimos assuntos
» Prologo [Roy “O Rubro” Steel]
Ontem à(s) 09:03 por Saphira

» Ascensão [Dados]
Ontem à(s) 09:01 por Admin

» A Vingança Élfica 3D&T Alpha
Sab 11 Ago 2018, 10:04 por Saphira

» Dados Vingança Elfica
Dom 05 Ago 2018, 16:09 por Admin

» Sem Base !
Sab 04 Ago 2018, 09:13 por Saphira

» Vingança Élfica 3D&T Alpha [Off ]
Sab 04 Ago 2018, 09:12 por Saphira

» Zakharov: [Ascensão]
Sab 04 Ago 2018, 09:04 por Saphira

» NPCs [Aliados]
Seg 23 Jul 2018, 10:05 por Saphira

» Papo Livre
Sex 01 Jun 2018, 09:38 por Saphira


Poranga - O Reino da Beleza e da Ferocidade.

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ir em baixo

Poranga - O Reino da Beleza e da Ferocidade.

Mensagem por Pontus Maximus em Qua 02 Jan 2013, 19:50

Bom vou tentar dar uma descrição de como é mais ou menos os detalhes por menores por aqui. Questões geográficas, tamanho da nação e localidade e algo assim fica a critério do Mataro para melhor situar com o mundo de Arcano.

Bosques da Mansidão.

Este maravilhoso bosque é nacionalmente famoso devido ao fato de que todos os seres vivos (civilizados) que adentrem em seus dominios torna-se uma pessoa mansa, ou pelo menos, menos propicia ao combate. Tudo e qualquer animal predador que entre no bosque perde seu apetite carnivóro e passa a se alimentar de frutas, legumes e folhagens.

O Bosque da Mansidão possui 4 riachos de água cristalina, lugar onde se pode extrair o Ônix e o Ouro como minerais mais abundantes de todo o reino, sendo assim visado por Mercenários e Ladrões.

Existe 2 tipos de vigias locais que cuidam da manutenção do Bosque, eles são Druidas e Xamãs, o primeiro cuida do aspecto fisico enquanto o Xamã o lado espiritual.

Organizações e Guildas:

Caçadores de Vampiros e Demônios.

Desde a infância até a morte um Ní-guará deve estar pronto para a guerra, essa caractéristica é natural, pois somente existem Ní-guarás derivados de predadores, desde o mais agressivo ao menos combativo, não há presas entre os de sua espécie. E muito são valorizados os que treinam para caça e erradicação de Mortos-Vivos, e com a mesma estima os Licantropos do reino nutrem por aventureiros que sejam treinados para lutar contra tais criaturas, sendo comum membros de outras raças tornarem-se integrantes da Organização dos Caçadores de Vampiros.

Porém existe uma fraqueza dentro da Ordem, eles pouco dão atenção aos perigos relacionados a Demônios e outra formas de vida não-sobrenatural de certa forma, para eles os terrivéis Auças são uma ameaça quase igual aos Mortos-Vivos, mas seus exércitos são bem preparados, pois utilizam-se de Tecnologia dos Abás e dos Gnomos também. Demonologistas facilmente percebem essa pouca atenção que é dada a tais inimigos profanos, um demônio que saiba disso pode se aproveitar dessa poderosa organização.

B.O.T.E

Batalhão de Operações Táticas Especiais, ou simplesmente bote, essa Organização dos Ní-guaras nada mais é do que o Exército, Marinha e Aeronáutica do reino, as Forças Armadas são altamente bem preparados para a guerra, mas sua atenção maior estar voltada para os Mortos-Vivos, principalmente os Vampiros ao qual nutrem grande rancor, a falta de lealdade dessas criaturas das trevas causa nojo na maioria dos Licantropos, e maior ainda é o sentimento de asco pelo membros do Exército.

O governo da Nação é tradicionalmente Militar assim como os seus lideres e soldados são de maioria dos Lobisomens e de Licantropos Leões. Os habitantes da nação podem e devem usar fardas militares (o pensamento nacional é que estas são as melhores vestimentas que se podem usar). Então é bem comum que pessoas não-membros das Forças Armadas sejam vistos com tais vestes, um criminoso comum pensaria que isso é um prato cheio para se infiltrar, contudo eles pouco fazem frente com os Espiões dos Ratsomens (Ni-guarás Ratos) e com os Raposas.

O comando utiliza de tal extratégia para exatamente atrair e intimidar ao mesmo tempo bandidos, a fonte de informação do Comando e com uma desculpa aceitável os membros do Exército podem sair em aventuras (que eles chamam de Missões).

Máfia:

Ou simplesmente guilda de bandidos. A Máfia como é chamada tem como seu lider um Ní-guará (Licantropo) um tanto raro, pertencente a etnia do Povo-Lulas, que trabalham extendendo seus tentáculos entre os membros da nação, geralmente fazem negócios com Piratas e Bucaneiros em geral contratando-os para diversos fins.

Avenidas do descanso:

Aqui é onde se encontra um lugar que faz contraste com o resto do pais, um grande bazar e feiras permanentes duram 24 por dia, porém ainda é modesta se comparada as feiras de Moacuba e Kíse, mas algo de diferente acontece aqui que chama a atenção principalmente de religiosos de boa indole. Aulas de Sexualidade e venda de produtos para prazer entre maridos e mulheres. Esta parte da feira junta para si e para o governo uma grande quantidade de impostos devido a popularidade das vendas, mas nem só no aspecto financeiro foi pensado mas sim no nivel de cultura e educação que deve ser mantido a todo custo, baixarias não são toleradas pelos guardas.
avatar
Pontus Maximus
Soldado de Deus
Soldado de Deus

Mensagens : 1983
Pontos de Experiência : 12135
Boa Fama : 16
Data de inscrição : 15/05/2012

Ficha do personagem
Básico:
Vantagens/Desvantagens/Perícias:
Descrição História:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Poranga - O Reino da Beleza e da Ferocidade.

Mensagem por Mataro em Qui 03 Jan 2013, 01:00

Muito bom Pontus, acho q não precisamos de mais reinos no cenário, já temos uns 20.

Acho q da pra encaixar esse seu reino pacifico como uma dos 3 que já existem.

Aisó: Reino Pacifco onde a violênia não é tolerada

Camuá: Reino da Hospitalidade

Poranga: Reino da Beleza

Que tal, não tenho nada escrito para esses reinos só isso e as vantagens regionais, então acho q da pra encaixar esse seu reino sendo um deles que tal?

Humm pensando bem as vezes a Beleza é feroz Twisted Evil hahahhahahaha

Por favor vc pode escolher um Smile

Ja tenho o material pronto até a página 30 Smile ta fiicand bem legal.

★★★★★★★★★★★★★★★★★★★★★★★★★★★★★★★★★★★★★★★★
avatar
Mataro
Arcano Imperial
Arcano Imperial

Mensagens : 3111
Pontos de Experiência : 16634
Boa Fama : 15
Data de inscrição : 31/03/2012
Localização : Airy

Ficha do personagem
Básico:
Vantagens/Desvantagens/Perícias:
Descrição História:

Ver perfil do usuário http://nonplusrpg.blogspot.com.br/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Poranga - O Reino da Beleza e da Ferocidade.

Mensagem por Pontus Maximus em Qui 03 Jan 2013, 16:16

Preciso que me passe novamente o link atualizado para que eu possa ler novamente a obra-prima que você esta criando Smile Na verdade ele é um reino guerreiro mas que não curte carnificina, apenas se prepara para o necessário, então sim ele pode fazer parte desses reinos.

Estava temeroso de que você o coloca-se em um lugar como as Terras Selvagens ou reinos gelados (o reino de Arani criado pelo Denki ficou bom).

Um comentário a parte, a situação politica de Airy não permite jogar com Auças, encontrei sobre eles umas informações dispersas que me deixaram no minimo curioso.

Muito top o nome das Raças e Nações em Tupi-Guarani, deu um novo brilho, em breve precisaremos trabalhar em seus suplementos (nasce um novo mundo como Arton hehehe).

Quero voltar a jogar em breve.

Continuando umas ideias complementares abaixo.

A sociedade dos Ní-guaras é avançada para os parâmetros dos Licantropos na maioria dos mundos, apesar de gostarem de ambientes Selvagens eles ainda constroem uma cidades de ferro e engenharia. Mas os Arcanos Imperiais possuem o recurso sobrenatural que nenhum outro reino possui os tornando a Nação-rei de Airy, os Ni-guarás tentam mas sem muito sucesso cópiar as máquinas semelhante a homens (Construtos), mas não tiveram muito sucesso.

Relações externas: Os outros povos os olham com desconfiança mas com hospitalidade ao mesmo tempo pois a principal caractéristica dos Lobisomens (nome popular) é a lealdade, traição existe mas é dificil vindo de um deles, porém muitos povos temem a que a Benção que quase se transformou em maldição por parte de experimentos fracassados por parte dos próprios Ní-guaras os contamine, mas os combatentes de povos extrangeiros também se sentem atraidos com a possibilidade de adquirir mais força.

Relação Interna: Os Licantropos, sua sociedade guerreira prega que a guerra iguala a todos, homens e mulheres, o melhor deve comandar as Forças Armadas em tempos de conflito, mas no ambiente civil o Alpha da familia é quem conduz a casa (sempre um homem), mas na falta do Marido/Macho então uma Fêmea pode liderar a casa. Mas ninguém é privado o direito de crescer como Combatentes (não importa o estilo e profissão). O que leva os Ní-guarás a peregrinarem pelo mundo em busca de aperfeiçoar suas técnicas de batalha com outros povos. Em troca oferecem seus conhecimentos sobre os Mortos-Vivos, o Comando se prepara para um ataque em massa a Área Desmorta, mas não se sabe quando isso irá acontecer, é preciso melhor planejamento e preparo (que pode durar até umas gerações em pesquisas).

Com relação a homens e mulheres entre eles muda apenas um pouco essa tradição patriarcal apenas com relação aos Ciganos do reino, eles acreditam que deve haver equilibrio e compensação de ambos os lados em papéis distintos. Os Homens podem excercer profissões guerreiras e lhe são proibidos treinamento arcano (mas podem usar itens especiais normalmente). O contrário são com as mulheres do povo Cigano de Airy, a elas são proibidos treinamento de guerra mas lhes são permitidos outras profissões. Vaidosas são elas as encarregadas muitas vezes de produzir com base em todas as culturas os itens de acessórios (e algumas vezes armas) para os homens e principalmente mulheres de todos os lugares do mundo, incluino itens consumivéis em forma de cosméticos, o Acessório do Véu de rosto é o mais famoso entre elas, herança cultural dos povos do deserto de Açu, suas magas reivindicam a obrigação de toda mulher do mundo ser obrigatóriamente a ter um em público, mas esse habíto é restrito por enquanto a noivas, casadas e sultanas.

Os Ní-guaras possuem sua forma humana como a de qualquer pessoa Aba do mundo o que leva a confusão de etnia, por exemplo, se um Lobisomem da etnia Aba de Yu pode ser confundido com um habitante nativo da ilha de Yu.

Estilo de Governo: Militarismo.

Rei: Não possuem, seus Juizes atuam como Generais governantes da nação, devido a natureza patriarcal, apenas homens são eleitos para esse cargo, mas algumas poucas vezes em tempo de guerra isso é ignorado e mulheres podem comandar normalmente (afinal todos são iguais na guerra, ditado popular).
avatar
Pontus Maximus
Soldado de Deus
Soldado de Deus

Mensagens : 1983
Pontos de Experiência : 12135
Boa Fama : 16
Data de inscrição : 15/05/2012

Ficha do personagem
Básico:
Vantagens/Desvantagens/Perícias:
Descrição História:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Poranga - O Reino da Beleza e da Ferocidade.

Mensagem por Mataro em Qui 03 Jan 2013, 17:41

Ok Smile

Ja atualizei o que vai ser a parte do Reino da Ferocidade (Poranga).

É possivel sim jogar com um Auça, mas o jogador terá o peso da má fama sobre si, ele sera odiado por todos a ponto de ser provocado e até atacado por pessoas onde ele andar.

A situação do Reino é semelhante a Esparta, os Auça ainda crianças são retirados dos seus pais e levados para centros de treinamento onde ficam até ficarem adultos e se casam, não escrevi nada ainda sobre as raças porque quero terminar primeiro a parte sobre os reinos pois acredito que seja a parte crítica do cenário.

Abaixo o link do preview atualizado

4shared.com/office/VCKmhyNr/Arcano_preview.html?

★★★★★★★★★★★★★★★★★★★★★★★★★★★★★★★★★★★★★★★★
avatar
Mataro
Arcano Imperial
Arcano Imperial

Mensagens : 3111
Pontos de Experiência : 16634
Boa Fama : 15
Data de inscrição : 31/03/2012
Localização : Airy

Ficha do personagem
Básico:
Vantagens/Desvantagens/Perícias:
Descrição História:

Ver perfil do usuário http://nonplusrpg.blogspot.com.br/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Poranga - O Reino da Beleza e da Ferocidade.

Mensagem por Pontus Maximus em Qui 03 Jan 2013, 22:18

Camuá tive uma ideia: No Reino da Hospitalidade pode ser também o reino dos jogos e entretenimento, desde o jogo de Damas até o Rpg, os Bardos de Airy e proximidades podem muito bem inspirar o povo a interpretarem seus próprios hérois, o que acha?
avatar
Pontus Maximus
Soldado de Deus
Soldado de Deus

Mensagens : 1983
Pontos de Experiência : 12135
Boa Fama : 16
Data de inscrição : 15/05/2012

Ficha do personagem
Básico:
Vantagens/Desvantagens/Perícias:
Descrição História:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Poranga - O Reino da Beleza e da Ferocidade.

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum