Legacy of Kain - Raças

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Legacy of Kain - Raças

Mensagem por Pontus Maximus em Qui 09 Maio 2013, 14:59

Abrindo mais um tópico, pois colocar tudo em um único ficaria extenso e demorado demais de carregar muitas vezes, e colocando em outros locais fica mais fácil a visualização:

As Raças que existem em Nosgoth, as principais e mais influentes, mas também podem ser encontradas ao longo das muitas eras, e em linhas alternativas do tempo, que surgem através do paradoxo temporal da linha do tempo.

As Principais são:

Os Vampiros, os Hylden e os Humanos.



Secundárias:

Lobisomens, Demônios e Construtos (Golens que podem ser personagens jogáveis).



"Despensas do Vorador! Festa de um Vampiro! Como gado aguardando o abate, homens e mulheres pendiam dos ganchos enferrujados sobre as paredes do calabouço, sangue e vísceras congeladas com sujeira e pedras. A abundância quase me oprimia. For sangue é a vida ..."
-Kain

Vampiros

Os Vampiros eram ao lado dos seres humanos e dos Hylden, uma das três raças sapientes dominantes em Nosgoth. Embora os originais, vampiros antigos eram uma espécie em seu próprio direito, o termo "vampiro" finalmente chegou a se referir a qualquer indivíduo afligido com a antiga maldição do sangue, independentemente de nascimento.

O Vampirismo inclui uma herança extremamente eclética que duraram várias gerações e sub-raças ao longo da história, mas com traços comuns: Mas geralmente, os vampiros precisavam ingerir sangue regularmente para sobreviver, eram imortais e estéreis, como também vulneráveis a água e a luz do sol, desenvolveram habilidades individuais sombrias, que iriam evoluir drasticamente ao longo do tempo.

Sob esta definição, os primeiros Vampiros surgiram como consequência da guerra dos Vampiros - Hylden, quando os Hylden desencadearam a maldição do sangue contra os seus adversários como retribuição pelo seu banimento da Terra de Nosgoth. Antes de sua extinção, esses vampiros antigos passaram sua maldição para os seres humanos, que carregavam em sua linhagem.
Ao longo das eras, sob a liderança dos patriarcas antigos, como Janos Audron, Vorador, e Kain, os Vampiros de procedência humana mudaram o quadro de párias temidos e amplamente caçados no passado aos predadores temíveis de Nosgoth. Os Vampiros são a raça mais temida em todas as eras de Nosgoth.

Traços gerais



O vampirismo é uma maldição capaz de tornar os Hylden e os humanos em "imortais".  Ainda podem ser mortos, contudo não de uma morte natural. Eles não precisam comer, dormir ou beber, suas necessidades humanas naturais são substituídas quase que exclusivamente pela sede de sangue aos quais são obrigados a satisfazer, a fim de manterem as forças (o sangue também era utilizado para curar suas feridas). Vampiros também são estéreis, apesar de poderem manter relações sexuais normalmente, são incapazes de gerar uma prole por métodos normais, embora existam outras maneiras que se possa criar um vampiro de outra criatura.
Eles também possuem outras capacidades, incluindo a força sobre-humana, velocidade, agilidade, sentidos aguçados, durabilidade e fator de cura. Os vampiros se tornam mais poderoso à medida que envelhecem. Quando inicial o processo “natural” de evolução para a próxima faze de suas “vidas”, entrarão num período de hibernação e submeterem-se a um estado de metamorfose física / fisiológica, recebendo novas habilidades, novos recursos físicos e geralmente tornando-se mais resistentes, capaz de suportar mais castigos antes de sucumbir à morte, ou a necessidade de consumir sangue.

Reprodução.




Tal como mencionado acima, os vampiros são estéreis, embora alguns métodos diferentes foram descobertos para criar vampiros de outros tipos (não necessariamente) de seres vivos, embora muitos destes métodos não foram totalmente explorados ou explicitamente elaborados na história. Sabe-se que podem utilizar a magia necrômantica, que é a única maneira de um ser humano criar um Vampiro, como foi o caso quando os Mortanius (o Necromante) ressuscitou Kain, embora Mortanius também usou o coração vampírico de Janos Audron para realizar o ritual. Sabe-se também que Kain encontrou uma maneira de capturar uma alma e uni-la com o de um cadáver, em seguida, coloque a alma fundida de volta ao corpo. Usando este método, ele criou um pequeno grupo de vampiros que compartilharam alguns de seus poderes. Isso pode ser feito com qualquer fração do tamanho de sua alma, porém foi utilizada a mais, em geral, o mais poderoso dos vampiros foi quando eles voltaram à vida.



Tal como mencionado acima, os vampiros são estéreis, embora alguns métodos diferentes foram descobertos para criar vampiros de outros tipos (não necessariamente) de seres vivos, embora muitos destes métodos não foram totalmente explorados ou explicitamente elaborados na história. Sabe-se que podem utilizar a magia necromântica, que é a única maneira de um ser humano criar um Vampiro, como foi o caso quando os Mortanius (o Necromante) ressuscitou Kain, embora Mortanius também usou o coração vampírico de Janos Audron para realizar o ritual. Sabe-se também que Kain encontrou uma maneira de capturar uma alma e uni-la com o de um cadáver, em seguida, coloque a alma fundida de volta ao corpo. Usando este método, ele criou um pequeno grupo de vampiros que compartilharam alguns de seus poderes. Isso pode ser feito com qualquer fração do tamanho de sua alma, porém foi utilizada a mais, em geral, o mais poderoso dos vampiros foi quando eles voltaram à vida.

História:

Os Antigos passaram seus dons vampiricos para os seres humanos, a fim de prepará-los para a vida servindo os Pilares do Equilíbrio de Nosgoth. Um dos primeiros Vampiros criados por eles era o Vorador, transformado por Janos Audron (O Vampiro Hylden) para forjar a Lâmina da Soul Reaver.

É seguro confirmar que os Vampiros de origem humana forma criados em massa, a fim de perpetuar a espécie, ao contrário de apenas seres humanos que serviriam vampiros. Isso levou a uma revolução por parte dos humanos que derrubaram os vampiros, rejeitando o seu dom, e assumindo o controle dos pilares.



Os antigos diziam para adorarem a Elder god (deus ancião), cuja principal função era a de reciclar almas, e era uma honra para a maioria dos Antigos, afim de permanecerem girado nesta Roda do Destino para sempre. No entanto, havia uma facção contrária do Hylden`s que rejeitou o deus-ancião, e os Antigos se inflamaram em uma guerra entre as duas espécies dos Hyden. O Hylden`s acabou perdendo essa guerra, mas não terminou sua campanha em voz baixa. Eles amaldiçoaram os Antigos Vampiros de sua própria linhagem com uma sede predatória que os levariam a sempre buscarem mais e mais sangue, e pior ainda, a imortalidade. Esta incapacidade de morrer naturalmente levou muitos dos Antigos ao desespero e com o ato combinado que resultaram na separação de seu deus, incapazes de reutilizarem suas almas. Muitos antigos cometeram suicídio, a fim de restaurar o ciclo, mas a maldição também concedeu a esterilidade. Os Hyldens rebeldes estavam condenados à extinção, pois não havia nenhuma outra maneira conhecida (até aquele momento) de continuarem, seus números diminuíram rapidamente com os suicídios em massa.

Os Pilares de Nosgoth agora começou a seleção de guardiões humanos devido aos antigos que não poderiam produzir crianças (como guardiões dos Pilares são escolhidos no momento do nascimento). Eles adotaram, assim como seus sucessores crianças sequestradas dos humanos e, quando atingiam a maioridade, eram transformados em Vampiros, e consideraram isto como um mal necessário. Quando os Pilares de Nosgoth foram erguidos para selarem muito outros Hylden`s na dimensão dos demônios, apenas como Guardiões
Vampiros poderiam servir adequadamente as colunas e as suas forças.

Os seres humanos, inevitavelmente, rejeitaram a maldição, lutando contra seus opressores Vampiros (liderada por Moebius e Mortanius) e reivindicando os pilares como a seus.Incapazes de cuidarem adequadamente deles, o poder dos Pilares lentamente diminuiu e a ligação se enfraqueceu, permitindo alguns Hylden`s de se infiltrarem lentamente de volta para Nosgoth. Como a história tornou-se esquecida, os seres humanos não tinham a noção suficientemente grande para saberem  do mal que os pilares estavam segurando.

Gerações Vampiras:

Vampiros Ancestrais



Características



As primeiras linhagens dos Vampiros da Terra de Nosgoth possuem pele azul, com um grande par de asas negras e que em tempos antigos participaram na guerra com os Hylden`s. Como os antigos haviam levantados os pilares, expulsando-os os outros Hylden`s para o Reino dos Demônios, os Hylden banidos reivindicavam contra os seus inimigos, lançando a maldição de sangue inicial sobre os Antigos. Em desespero, os Antigos conseguiram encontrar uma maneira de manter seu controle sobre os pilares, passando a maldição para os seres humanos, transformando-os na segunda geração dos Vampiros de Nosgoth. Janos foi o último dos Vampiros Ancestrais e o único visto na série (embora outros tenham sido retratados em murais espalhados pelo mundo).

História



“Contos de fadas, rapaz”.

Os delírios de uma cultura antiga, agarrando-se à esperança logo depois que o mundo lhes tinha sido descartado.

“Sua linhagem escorria de distância, até que apenas um dos antigos permaneceu - sustentado apenas por obrigação e sua fé inabalável na antiga profetiza“.

-Vorador

Os vampiros antigos, também conhecidos simplesmente como Vampiros, os antigos a raça alada, foram uma das três espécies sapientes originais conhecidas que existiram antes da história registrada de Nosgoth. Considerada uma civilização mais pura, sábia e nobre da Terra de Nosgoth, os vampiros antigos vieram para adorar o deus Ancião e exaltar sua doutrina, pregando sua crença em seu ciclo de purificação de nascimento, morte e renascimento através de sua Roda da Vida. Quando os Hylden se recusaram a submeter-se a roda, as duas raças se tornaram rivais, resultando na catastrófica guerra dos Vampiros Hylden, que durou um milênio. Isso levou à criação dos Pilares de Nosgoth, a criação do Círculo de Nine e, efetivamente, a erradicação de ambas as espécies do Mundo Material de Nosgoth.

Originalmente, os Antigos eram criaturas mortais, mas quando eles estavam aflitos com a maldição do sangue lançada por seus adversários Hylden, tornaram-se imortais estéreis com poderes sobrenaturais, forçados a beber sangue para sobreviver. Desesperados para preservar sua linhagem, de alguma forma, passaram por sua maldição para os seres humanos de Nosgoth antes de se tornarem extintos. Embora os vampiros fossem predominantes na Saga de Legacy of Kain Blood Omen, os Vampiros antigos não foram introduzidos a mitologia da série até a Era de Soul Reaver 2, no qual o último espécime sobrevivente - Janos Audron - fez sua primeira aparição. Vampiros antigos posteriormente fizeram participação no enredo de Blood Omen 2 e, o mais proeminente, Legacy of Kain: Defiance.

Papel

Como devotos e adoradores do deus Ancião, os Vampiros antigos acreditavam em sua doutrina completamente. Inquestionável seguidores de cada palavra sua, que convertia as outras raças de Nosgoth para adorarem o seu deus Ancião.
Os humanos se tornaram seguidores também, mas era a raça conhecida como a Hylden, e sua recusa a serem convertidos, que marcou o amanhecer dos tempos sombrios de Nosgoth.

Recusando-se a aceitar uma religião que considerava errada, a rixa que tinham rapidamente se transformou em uma guerra que depois de mil anos de batalha, provou igualmente devastadora para ambas as raças.

Para acabarem com a guerra, ambos os lados planejaram uma maneira de terminar de uma vez por todas. Enquanto o Hylden projetavam um dispositivo capaz de eliminar toda a vida em Nosgoth, exceto a eles mesmos, os Vampiros usaram suas habilidades mágicas para destruir uma parte no tecido da realidade para um mundo paralelo conhecido como a Dimensão dos Demônios, a fim de lançarem os seus adversários dentro.

Incontáveis gerações de vampiros e Hylden`s tinham perecido nessa guerra que visavam o extermínio completo daquela que fosse vencida. Nove feiticeiros entre os Vampiros baniram os Hylden`s para a Dimensão dos Demônios e, para garantir que eles não retornariam mais, criaram os Pilares de Nosgoth para selar as passagens entre os dois reinos fechados enquanto eles estivessem erguidos. À medida que a expulsão foi concluída, os Hylden`s amaldiçoaram os seus inimigos como uma resposta final.

No entanto, eles não compreendiam plenamente a verdadeira natureza de sua maldição até que a poeira abaixou. Eles tinham sido feitos estéreis, efetivamente tornando sua raça incapaz de se reconstruir e prosperar depois da guerra, bem como de ser dada uma sede de sangue infernal.

Era a parte final da maldição que realmente condenou os Vampiros como uma raça, uma vez que os feriu com a “Imortalidade”. Os efeitos desta foram sentidos imediatamente, como seu deus Ancião, e sua roda do destino, virou as costas para eles caindo em silêncio.

Os vampiros agora imortais, sem nunca terem sidos eliminados por seu deus, lentamente enlouqueceram de angústia. Muitos cometeram suicídio, a fim de retornar à Roda do Destino. Aqueles que optam por continuar imortais e sem deus, se submeteram a serem regidos pelos membros originais do Círculo dos Nove por um tempo.

Com o tempo os Guardiões antigos também conheceram seu fim, embora não se sabe se eles cometeram suicídio como seus irmãos do passado fizeram ou em uma briga, ainda é desconhecido o que resultou em eles serem esquecidos, o que causou o surgimento de novos representantes dos Pilares para selecionar outros protetores  desde o nascimento. Uma vez que os Vampiros não se reproduziam mais, os substitutos Humanos causaram aflição entre os Vampiros.

Sabendo que os pilares tiveram que permanecer sob o seu domínio, eles descobriram um meio de passar a sua maldição para os seres humanos e os Guardiões nascidos de Humanos.

Mas, inevitavelmente, os Guardiões humanos se opuseram a este ritual imposto e se rebelaram. No final, Mortanius o Guardião da Morte e Moebius, o Guardião do Tempo, lideraram a revolta contra os membros Vampíricos dos Guardiões dos Pilares e derrubou-os junto com os seus ancestrais.

Os Antigos e sua história lentamente morreram ao longo dos tempos, e é o único a sobreviver o tempo suficiente para ser visto na linha do tempo era o segredo do décimo Guardiãp (da Lâmina Soul Reaver), Janos Audron, que encomendou e guardava a Soul Reaver, uma arma destina a ser usado por um herói profetizou que um dia restauraria os pilares para o domínio dos Vampiros.
Com Janos Audron banido para a Dimensão dos Demônios na Era Blood Omen 2 pelos Senhor dos Hylden`s, os Vampiros Antigos existem apenas em Nosgoth nas memórias do eterno ou em mitos e lendas.

Traços



Os antigos eram quase idênticos aos do imaginário tradicional de um anjo apenas com algumas diferenças muito marcantes.
Os antigos tinham pele azul que variou de azul, turquesa e azul um pouco mais escuro.

Seu cabelo era geralmente preto, enquanto a cor de seus olhos pode ter sido tão variadas quanto os seres humanos. No entanto, os olhos do Décimo Guardião, Janos Audron, eram amarelos de um modo que os Humanos nunca teriam.

Sua característica mais marcante são suas belas asas de plumas negras que se estendiam desde a parte inferior das costas, que facilmente lhes fornecia a capacidade de voar, uma prova de quão poderoso eles eram, juntamente com as três garras no lugar dos dedos.

Outra característica dos Antigos, embora, possivelmente, após a imposição da maldição, era suas presas. Estas presas afiadas permitindo facilmente perfurar a carne e ter acesso rápido ao sangue.

Um desenvolvimento interessante foi a degeneração de Janos Audron em uma Besta. Quando estava sem sangue dos Hylden para sustentar o seu corpo enfraquecido transformando-se em Fera. Se isso aconteceu apenas como um efeito colateral de ter ficado sem sangue, algo que se tornam dependentes, devido à maldição do sangue, é bem possível, pois é altamente improvável que isso teria acontecido com os antigos e benevolentes do passado. Também é muito provável que,  passaram pelo mesmo trauma, outros antigos podem também se tornados bestas assim como Janos mesmo que por pouco tempo (até serem derrotados ou conseguirem se alimentar novamente de sangue).

Apesar de não serem os criadores diretos da lendária espada Soul Reaver, sabe-se que sancionaram a sua criação nas mãos do Vampiro Vorador. Eles também fundiram com sua maldição a lâmina, dando-lhe a sua sede de sangue efetivamente tornando-a na Blood Reaver, uma arma que drenou seus adversários e destinada a ser a arma do Rebento do Equilíbrio.

Eles também podem ter sidos os criadores, ou ainda ordenaram a criação de, três lanças que são retratadas em murais que foram utilizadas pelos exércitos de Vampiros. As lanças eram chamadas de "bebedoras de sangue", "Extratora de Corações" e Artefato o 'Soul Stealer' (ladra de almas). Muito parecido com o a Blood (Sangue) Reaver, que se tornou em Soul Reaver posteriormente, como também possam extrair energias outros Vampiros também. Séculos mais tarde, todas estavam sob os cuidados de Vorador em sua mansão e elas foram usadas por Raziel para criar um portal para a Forja da água.

Também é muito provável que os construtores originais das Forjas eram de fato os Vampiros Antigos também. A Forja do Fogo sob o Refúgio de Janos Audron pode ser uma evidência disso.



Vampiros (Segunda Geração)



Como os antigos Vampiros encontraram outra maneira de transformar os seres humanos em Vampiros, Vorador foi o primeiro ser humano a quem o Dom das Trevas foi passado, surgindo assim à criação de uma nova geração de vampiros e o primeiro deles que não era descendente da raça Hylden. Muitos dos Guardiões dos Pilares (Humanos) iniciais nascidos após as suas mortes no Círculo foram transformados pelos Vampiros Antigos (Hylden`s) para manterem os pilares (uma política que deu origem à rebelião humana e os vampiros abandonaram os pilares para a tutela humana).

Mas depois de um tempo, a dispersão dos Vampiros por Nosgoth acabaram beneficiando os mais Antigos para a criação muitas novas proles. Depois de muitos séculos que se passaram e os mais ancestrais dentre eles acabaram sendo esquecidos. Um crescimento do número de vampiros levou a criação da Ordem dos Cavaleiros Sarafan`s, dando origem as cruzadas contra eles, embora fossem um exército originalmente formado por mercenários do Guardião Moebius, que praticamente causou a morte desta geração de Vampiros com o Expurgo. Vorador foi a última vitima (e também o primeiro da Segunda Geração) desta geração de vampiros e como também, sua noiva que o seguiria para o reino espectral na Era Sarafan no início dos eventos de Blood Omen, são os únicos exemplos mostrados na série (embora outros tenham sido contados e apresentados nas artes em muitos murais).

A segunda geração de vampiros foram os primeiros Vampiros de origem humana em Nosgoth.

Historia

Com a maldição do sangue dos Hylden`s tornando os vampiros antigos estéreis, eles finalmente encontraram uma maneira de continuar a sua linhagem, transformando os seres Humanos em vampiros. O primeiro a ser transformado foi Vorador, nas mãos de Janos Audron (como recompensa por forjar a Soul Reaver). Muitos dos primeiros Guardiões humanos dos pilares foram sequestrados pelos demais Ancients (Antigos) que os transformaram em vampiros, quando atingisse a maioridade, o que levou a Mortanius e Moebius se rebelarem, derrubando com sucesso os antigos e mantendo os pilares para a os humanos.

Os novos vampiros floresceram e se multiplicaram, eventualmente crescendo tão numerosos que os Sarafan`s levaram o expurgo ao Vampiros durante o início da história conhecida de Nosgoth, acabou conseguindo atingir Janos Audron. Ironicamente, esse ato significaria a ruína dos Sarafan`s e sua morte definitiva; Vorador, enfurecido com o massacre de seu povo e a morte de seu pai, invadiu a Fortaleza Sarafan e brutalmente assassinou seis dos Guardiões em retaliação as cruzadas dos Cavaleiros Sarafan`s, enquanto Raziel viajou como um fantasma e pessoalmente matou outros seis inquisidores-guerreiros da Ordem que haviam assassinado Janos.
 
Os vampiros do mundo todo, posteriormente, continuaram a prosperar até a era Blood Omen, quando o recém - transformando Vampiro, o nobre Kain, usou um dispositivo de Viagem no Tempo para viajar de volta no tempo e assassinar William o Justo, antes que ele se tornasse o senhor da guerra tirânico conhecido como o Nemesis, trazendo sobre a segunda linha do tempo, no entanto, Moebius tinha planejado isso, e usou o assassinato de William nas mãos de Kain para reunir um exército de cidadãos e trazer uma segundo expurgo dos Vampiros, eventualmente reduzindo a raça dos vampiros apenas a Vorador.
 
Até o momento Kain voltou ao presente e percebeu a magnitude de sua interferência com a nova linha da história, Vorador foi capturado e guilhotinado diante de uma multidão sedenta de sangue, deixando Kain o único vampiro Nosgoth restante.
 


Vampiros (Pós Era Blood Omen)







A geração de vampiros que existiram apenas na quarta linha do tempo Paradoxal. Esta geração foi criada por Vorador após o colapso dos pilares que favoreceu os Vampiros, enchendo as suas fileiras do exército de vampiros de Kain. Quando o exército foi derrotado pelo Lorde Sarafan, os Sarafan`s caçaram os demais vampiros de Nosgoth reduzindo seus números em um pequeno grupo em Meridian. O destino desta geração (e seu progenitor) permanece em última análise, um mistério, embora muitos acreditem que Kain possa tê-los caçados. Umah, Faustus, Marcus, Sebastian, Magnus e os membros não identificados da Cabala faziam parte desta geração de vampiros.

Os vampiros da era pós-Blood Omen foram a terceira geração de Vampiros de Nosgoth. Precedida pelos vampiros antigos e os Vampiros ex - humanos procriados por eles próprios, esta geração traçou toda a sua linhagem até Vorador e, presumivelmente, não existia antes da quarta linha do tempo, que incluiu a ressurreição de Vorador.

Historia

Com as cruzadas, a caça aos Vampiros do exército mercenário de Moebius na Era pré Blood Omen, a segunda geração de Vampiros foi reduzida a um único Vampiro e aparentemente eliminado quando Vorador foi morto no clímax de Blood Omen: Legacy of Kain, deixando Kain como o último sobrevivente Vampiro em Nosgoth. Embora Kain possuia ambições em Nosgoth, ele ainda era incapaz de criar novos Vampiros. Esta situação mudou com a (ainda inexplicável) ressurreição de Vorador, que se aliou a Kain e concordou em ajudar na revitalização da raça dos Vampiros, pessoalmente criando uma nova raça.

Muitos destes novos Vampiros iriam se juntar com o exército de Vampiros de Kain, para conquistarem Nosgoth, chocando-se com a nova Ordem Sarafan no processo. Depois de afirmar as cidades de Ziegsturhl, Provance e Freeport, o exército de vampiros foi completamente derrotado pelos Sarafan`s em uma batalha fora da cidade de Meridian, e Kain foi deixado para morrer. Com a vitória do Lorde Sarafan alguns vampiros juraram lealdade a Sarafan, enquanto o resto fugiu e foram implacavelmente perseguidos.
 
Dois séculos, sob o comando de Vorador, os restos mortais dos vampiros organizados em um movimento de resistência subterrâneo, A Cabala, que secretamente se opunha à regra Sarafan de Nosgoth. A resistência não pareceu ir bem contra a magia dos Glyph (Glifos) do Lorde Sarafan e pelo tempo de renascimento de Kain, a raça dos vampiros mais uma vez foi reduzida a um punhado de indivíduos. Após a sua revitalização, Kain encontrou e se reuniu com os vampiros da Cabala em sua sede no Santuário e Kain, aliada a ela, apesar de toda a intenção de seguir com suas próprias ambições.
 
A abordagem de Kain, embora arriscada, descobriu muitos segredos e resultou na morte de muitos vampiros "traidores", a recuperação do Nexus Stone (Pedra Nexus), a destruição do dispositivo e do Portão de Hylden e, finalmente, a morte do Senhor dos Sarafan`s e recuperação de Kain e da Lâmina Soul Reaver. Os vampiros da Cabala, no entanto, em grande parte ausentes da última vitória dele; Kain matou Umah por sua traição no cais e dos outros vampiros da resistência, só Janos e Vorador (ambos os vampiros de gerações anteriores) juntaram-se contra o ataque final sobre a Cidade Hylden.
 
Em última análise, o destino desta geração de vampiros ainda não está claro, seus representantes vivos, únicos remanescentes no final de Blood Omen 2 foram os cincos vampiros da Cabala e seus nomes permanecem em anonimato, nenhum dos quais aderiram ao ataque à cidade Hylden. Se as suposições de Umah estavam corretas, então Kain pode ter decidido eliminar esta geração de vampiros antes de criar a sua própria linhagem, embora a possibilidade de que eles e Vorador sobreviveram de alguma forma para o Império de Kain.

Notas:


Esta geração de vampiros, presumivelmente, não existia antes do terceiro paradoxo, causado no final de Soul Reaver 2, o que facilitou a ressurreição de Vorador em algum momento logo após o colapso dos Pilares de Nosgoth. 

Em prazos anteriores, a terceira geração conhecida eram os vampiros da Era Soul Reaver, cujo progenitor foi Kain.
Apesar de outras gerações de Vampiros tinham métodos únicos de criação de novos vampiros, não está claro se isto é verdade para esta geração. Tudo o que se sabe sobre o seu método é que é preciso "tempo e energia", embora o processo seja possivelmente um pouco diferente ao método utilizado pela geração anterior de vampiros. Assim, seu status como uma "nova raça" é inteiramente baseado em sua descendência de um único patriarca, Vorador.

A aparência e o vestuário dos Vampiros em Blood Omen 2 foi projetado para ser "ainda elegante". O estilo de roupa foi supostamente ditada por Kain durante seu governo, e foi inspirada na "velha nobreza" de Nosgoth.

Os relativamente Vampiros mais jovens dessa geração foram todos representados com as mãos e os pés semelhantes aos humanos, ao contrário dos cascos fendidos vistos em Vampiros mais velhos (Kain também é descrito da mesma maneira, mesmo ainda muito jovem nesta fase). Muitos dos vampiros desta geração estavam maduros o suficiente para ter começado a desenvolver garras formidáveis ​​.

Vampiros (Era Soul Reaver)



A geração de vampiros que foi levantada por Kain cinco séculos após o colapso dos pilares. Usando um novo método baseado em seu próprio e único vampiro até então, Kain era o último da espécie, mas ele ser recusou a restabelecer o equilíbrio dos Pilares de Nosgoth e assim criou sua própria prole de novos Vampiros, Kain captura as almas dos seis ex-inquisidores lideres da Cavalaria Sarafan e os usou para re-animar os seus cadáveres. Eles, por sua vez, criaram os seus próprios clãs de vampiros que dominam Nosgoth por mais de um milênio. Como Nosgoth encontra-se em grande decadência em um terreno baldio e semi-morto (muito diferente do que já havia sido um dia), os vampiros se transformaram em vários tipos de bestas, várias delas sem a mente de que um dia foram seres humanos. O destino desta geração de vampiros permanece em última análise, desconhecida, embora Raziel (ressuscitado pelo deus ancião, possa ter infligido pesadas perdas em seus números), Turel, Dumah, Rahab, Zephon, Melchiah (todos mortos e suas almas absorvidas por Raziel) e os Vampiros do Razielim, o Turelim, Dumahim, Rahabim, Zephonim e Melchahim faziam parte desta geração de Vampiros.

Kain

O método utilizado por Mortanius para ressuscitar Kain como um vampiro, aprisionando sua alma para além da morte e com o Heart of Darkness (Coração das Trevas) para tornar o ritual viável, como um Vampiro fez Kain um caso único entre os Vampiros, dando origem há uma nova forma de “imortais”.

Vantagens Vampiricas:

A maldição concedeu uma série de "poderes" naturais os Vampiros, tornando-os superiores aos seres humanos de muitas maneiras:
Força Superior: eles são mais fortes do que os homens mortais, capazes de saltar mais alto e mais longe do que qualquer ser humano que já viveu.

Velocidade Superior: Eles são mais rápidos do que os homens mortais. Eles podem fugir, esquivar de projéteis, contornando-os, utilizando sua velocidade sobre-humana.

Telecinésia tátil: Eles possuem tipo limitado de telecinésia tátil, permitindo-lhes mover armas e objetos. Também pode se alimentar dessa forma, sugando o sangue  “chamando-o” através do ar a partir de qualquer vítima morta ou enfraquecida a partir de uma distância sem mordê-la. (embora pescoço ainda seja a forma tradicional, perfurando-o com as presas).

Cura Superior: Qualquer lesão infligida sobre eles se regeneram em segundos. Este poder é limitado, porém, para isso é necessário o sangue caso contrário não poderá seu restabelecer e se curar. Estacas ou outro objeto capaz de servir de estaca e decapitação (ou amputação) são i geralmente os métodos mais usados pelos os Caçadores de Vampiro, contudo um Vampiro empalado com uma estaca no coração ainda pode ser facilmente revivido, basta apenas que a Estaca seja removida.

Garras: Com o tempo, as unhas humanas irão “evoluir” e desenvolverem em garras, proporcionando-lhes uma "arma natural", contudo elas são maiores e mais deformadas do que as de um Lobisomem em sua forma guerreira.

Evolução: Com o tempo, os vampiros evoluem, crescem "menos humanos e mais divinos" - efetivamente ganhar novas habilidades ou como se diz os "presentes das Trevas" (veja abaixo). Naturalmente, esse processo leva tempo e os vampiros novatos geralmente se desenvolvem alguns anos após seu mestre, no entanto, matando um vampiro mais experiente e beber seu sangue, os vampiros podem "evoluir" mais rapidamente em um processo de canibalismo que resultará na absorção da alma do Vampiro destruído. (Raziel depois de ressuscitado pratica muito isso para ganha as capacidades de seus irmãos, consumindo suas Almas).
Vampiros possuem Clãs e alguns de seus poderes são próprios herdados de seus progenitores, as capacidades mostradas são apenas as comuns de todos os Vampiros.

Habilidades:

Além de suas capacidades "naturais" que os humanos não possuem, os vampiros também podem desenvolver suas próprios Dons das Trevas, que imitam e, em alguns casos superam os  Feiticeiros  e os Glifos místicos. Vampiros podem desenvolver múltiplas habilidades por conta própria ou podem adquirir os Dons das Trevas de outros Vampiros, para tanto é necessário drenar todo o sangue de sua vitima, causando assim a destruição de seu corpo e o canibalismo da alma, mas as vezes dois ou mais Vampiros podem consumir a mesma vitima.


As primeiras gerações dos descendentes de Kain herdaram a maioria das capacidades de seu criador. Depois de períodos de evolução, o que iria resultar no surgimento de um novo “Dom”. Os Tenentes de Kain tinham uma parte da sua alma cada um deles, eles viriam a herdar suas evoluções através do mesmo método. Os vampiros filhos de Kain de filhos posteriores herdou a maior parte dos Poderes Vampíricos de seu patriarca, mas em geral não desenvolvem suas próprias habilidades (somente as alteram ligeiramente, imitando pouco os Dons de Kain).

Infelizmente, quando a corrupção da alma de Kain, causada por Nupraptor, começou a fazer efeito, as habilidades de seus Tenentes também foram afetados. Estes efeitos também foram sentidos pelos mais novos Vampiros com efeitos similares aos de seus senhores. Por exemplo, a incapacidade Melchiah para manter sua pele física foi passada para seus filhos, que se tornaram muito zumbi-carniçal. Embora isso tenha resultado em outro poder, dando aos filhos de Melchiah a capacidade de se moverem rapidamente por debaixo da Terra, ressurgindo em qualquer lugar, surpreendendo suas presas, tal como a capacidade de Rahab de nadar de ser passada para seus descendentes que depois dominaram as águas de Nosgoth.


Fraquezas Vampiras:

"Eu sabia das fraquezas dos meus adversários, ferimentos são coisas insignificantes -. A Carne imortal de um Vampiro começa a se fechar assim que são clivados, só precisam temer as feridas que chamuscam, empalam ou inflamam com a água que possui o mesmo efeito do ácido. são devastados também pelo toque da luz do sol. "
-Raziel em fraquezas de um Vampiro.

Apesar de serem mais resistentes do que os seres humanos havia uma variedade de maneiras de destruir um Vampiro: Água queima a sua pele como ácido forte e fez com os seres humanos criassem seus Refúgios em locais cercados de água; O Fogo também é fatal para os Vampiros assim como são vulneráveis à luz solar.

Caso contrário, um vampiro teria que ser empalado por meio de um órgão vital ou têm a sua cabeça ou o coração removido, a fim de matá-los, qualquer outro tipo de dano seria curado quase instantaneamente com o sangue reservado em seus corpos mortos.

Além disso, os vampiros são vulneráveis a determinadas freqüências de sons: Marcus estava incapacitado, sentindo fortes dores ao ouvir os sinos da catedral de Meridian, enquanto os seres humanos dentro do Império de Kain criaram a Catedral Silenciada, reduto criado para gerar destrutivas ondas sonoras, para combater os vampiros.
Após a morte, a alma vampiros é atraída para o Reino Espectral, onde, depois de algum tempo, podem adaptar-se e tornar-se um Vampiro Espectral.



Lutam constantemente pelas almas do Reino Espectral com outras espécies nativas da região, como o Sluagh (as vezes podem lutar entre si, tais criaturas tem pouco ou nada de suas antigas “vidas”). Espectros de vampiros são muito ágeis e bastante poderosos em comparação com a maioria das outras espécies espectrais.

Se um Vampiro é morto, mas seu corpo físico for ainda restaurado, o Vampiro Espectral pode ser capaz retornar para ele, com a capacidade adicional de lançar uma faixa de energia aos contra seus alvos e drenar sua energia vital de longe, caso a vitima morra nas mãos de um desse sua alma é devorada. Por exemplo, se um vampiro foi morto por empalação, o vampiro pode ser revivido, simplesmente removendo o instrumento com o qual eles foram empalados, permitindo que sua carne se cure e reanimam o corpo. Morte por imolação, decapitação e outros meios mais permanentes que o vampirismo natural não pode adaptar-se são irreversíveis.

Os Hylden`s utilizam um tipo especial de magia, conhecido como Glifos de magia, que era mortal para os vampiros também. Barreiras Glyph podem ser usadas para repelir, ferir e aprisionar Vampiros.



Jovens Dumahim são um tipo de inimigo no Legacy of Kain: Soul Reaver. Eles são vampiros e os descendentes do tenente Dumah. Eles são os membros mais jovens e menos evoluídos do clã de Dumah, em contraste com o adulto Dumahim.
Eles são devastados pelo toque da luz solar, mesmo os raios mais fracos da luz do dia Nosgoth, que é filtrado por fumaça. O que significa que alguns deles podem ser executados quando jogados em uma pequena área onde a luz do dia tem quebrado, mas, de outra forma, saber melhor do que ir perto dele. Os Dumahim novatos são menores, têm uma coloração mais clara e usam sua língua em combate e alimentação.


Os Melchahim Novatos são um tipo de inimigo no Legacy of Kain: Soul Reaver. Eles são vampiros e os descendentes do tenente Melquias. Eles são os membros mais jovens e menos evoluídos do clã de Melquias, em contraste com o adulto Melchahim.
Eles são devastados pelo toque da luz solar, mesmo os raios mais fracos da luz do dia Nosgoth, que é filtrado por fumaça. O que significa que alguns deles podem ser executados quando jogados em uma pequena área onde a luz do dia tem quebrado, mas, de outra forma, saber melhor do que ir perto dele. Esses jovens têm pele ainda se assemelhando a humanlike cores, e tendo cicatrizes de decadência claramente.


Rahabim incipiente são um tipo de inimigo no Legacy of Kain: Soul Reaver. Eles são vampiros e os descendentes do tenente Rahab. Eles são os membros mais jovens e menos evoluídos do clã de Rahab, em contraste com os Rahabim adultos.
A diferença entre Rahabim novato e adulto, além de sua possível força, é puramente estético. Estes filhotes são desprovidos de suas jóias mais tarde ganhou e decorações corporais. Ambos os Rahabim jovens e adultos mantiveram sua sensibilidade aumentada à luz solar.


Turelim novatos são um tipo de inimigo no Legacy of Kain: Soul Reaver. Eles são vampiros e os descendentes do tenente Turel. Eles são os membros mais jovens e menos evoluídos do clã de Turel, em contraste com o adulto Turelim.
Eles são devastados pelo toque da luz solar, mesmo os raios mais fracos da luz do dia Nosgoth, que é filtrado por fumaça. O que significa que alguns deles podem ser executados quando jogados em uma pequena área onde a luz do dia tem quebrado, mas, de outra forma, saber melhor do que ir perto dele. Os jovens Turelim também têm a pele mais escura, com músculos mais proeminentes.

Dumah





Zephon


Rahab




Turel







Humanos




Os seres humanos eram, como os vampiros e os Hylden, uma das três espécies sapient em Nosgoth. Apesar de sua fragilidade e inferioridade percebidas em comparação com qualquer uma das outras raças, eles reinaram como criaturas mais populosas e dominantes da terra nas eras entre a história precoce de Nosgoth ea era pré-Blood Omen.
Os seres humanos são uma característica constante na série Legacy of Kain, e têm sido aliados e inimigos de Raziel e Kain. Eles têm o potencial de se tornar poderosos feiticeiros, bem como formidáveis ​​guerreiros, e lançaram numerosas cruzadas contra os vampiros, quase levando-os à extinção, pelo menos, três vezes.

Conteúdo [show]
Ancient TimesEdit
As origens da raça humana são desconhecidas. Sabe-se que eles existiram durante o tempo da guerra entre os Vampiros Antigos e os Hylden, e que alguns adoravam os vampiros como deuses.
Após a guerra, os vampiros tornaram-se predadores dos seres humanos e foram forçados a passar a maldição do sangue para eles, a fim de preservar sua espécie. Como resultado, todos os vampiros criados após a guerra nasceram humanos. Além disso, quando os guardiões de vampiros morreram, os Pilares de Nosgoth chamaram os guardiões humanos, que foram adotados - e, quando necessário, seqüestrados - pelos vampiros, que os transformariam quando atingissem a maioridade.

Finalmente, a adoração dos vampiros desapareceu. Sua natureza predatória, a tendência de sequestrar os guardiães humanos e transformá-los contra a sua vontade, a natureza não-mortos ea passagem do tempo resultou na história da raça vampiro se tornando pouco mais do que mitos e lendas entre os seres humanos, que inevitavelmente se revoltaram contra eles. Conduzido por Moebius o Time Streamer e Mortanius o Necromancer, os seres humanos sobre jogou seus mestres anteriores e reivindicou os Pilares para os seus próprios, eventualmente esquecendo suas origens inteiramente. Certamente, a equipe de Moebius ajudou-os em sua revolta e subseqüentes cruzadas imensamente.

Embora eles não soubessem, os humanos de fato estavam cortando suas próprias gargantas com cada vampiro que mataram. Tendo esquecido por que os pilares foram levantados em primeiro lugar, os humanos não entenderam que eles eram fisicamente impróprios para servir como guardiões, e que, enquanto eles fizeram, a ligação decayed. A revolta do homem acabaria levando ao colapso total dos Pilares e ao retorno de uma ameaça muito pior do que os vampiros: O Hylden.

Idade do SarafanEdit
A segunda guerra conhecida contra vampiros foi travada por uma facção de humanos conhecida como Sarafan. Por este tempo os seres humanos governaram Nosgoth e os vampiros existiram escondidos primeiramente durante todo Nosgoth, caçado onde quer que foram encontrados. Os Sarafan governaram aparentemente durante este tempo, e por sua vez foram conduzidos pelo círculo unido de nove, que suportaram o Sarafan em sua purga da ameaça do vampiro.
A cruzada de Sarafan terminou irònica na vigília de sua vitória a mais grande. Depois de alguns anos de tentativa, os humanos - liderados pelos inquisidores sarafanos - liderados pelo homem de mão direita de Malek, Raziel - finalmente mataram Janos Audron, o último dos vampiros antigos, o criador da raça vampira moderna. Os humanos da época haviam acreditado popularmente que matar Janos iria derrubar toda a linhagem de vampiros, embora isso provasse ser falso. Em vez disso, matar Janos levar à queda da ordem Sarafan.

O vampiro Vorador eo tempo viajando fantasma Raziel separadamente atacou a Fortaleza de Sarafan em um ato de vingança para o assassinato de Janos; Vorador matou seis do Círculo de Nove e saiu um sétimo, seu protetor Malek, senhor alto do Sarafan, derrotado, desonrado e humilhado. Raziel, entretanto, matou os seis inquisidores sarafanos, inclusive seu eu humano. A perda de grande parte de sua liderança, juntamente com um assalto pelo tempo viajando vampiro Kain algum tempo depois que resultou em baixas pesadas, teve conseqüências desastrosas sobre a ordem e, de fato, a estrutura política da época.

O resultado mais profundo foi que com a dizimação do Círculo, a humanidade perdeu a sua liderança unificadora e, em vez disso, se fragmentou em vários municípios e cidades-estado. Os guardiões, da mesma forma, fragmentados, e nunca mais seriam unificados em uma causa comum.

Acredita-se que a adoração de Hylden, na forma do culto de Hash'ak'gik, começou durante esta era. Praticado pelos próprios membros do círculo, notadamente Mortanius, este culto seria a causa direta do colapso final dos Pilares.

Blood Omen EraEdit
Na época da era Blood Omen, os seres humanos permaneceram a raça dominante em Nosgoth. A terra era governada por nobres, que por sua vez eram leais e responsáveis ​​perante o Rei. Havia dois reis conhecidos durante esta era; Ottmar de Willendorf e William o Justo, também conhecido como o Némesis. Não está claro exatamente quanto território qualquer rei foi capaz de reivindicar como deles; Ottmar é conhecido por ter a lealdade dos nobres de Coorhagen distante - incluindo o Kain mortal - enquanto o Nemesis conquistou e massacrou todos e tudo o que estava em seu caminho. Tanto Ottmar quanto William (antes de sua transformação em um tirano com fome de poder) eram amados por seus súditos.
O Círculo dos Nove operou em grande parte independentemente um do outro durante esta era. Azimuth e Mortanius aparentemente governaram Avernus juntos, agindo como líderes religiosos, bem como operando o culto de Hash'ak'gik em segredo. Moebius posou como o Oráculo de Nosgoth para influenciar governantes; Dessa maneira ele manipulou William para se tornar o Némesis. Nupraptor era famoso em todo Nosgoth e aconselhou aqueles que vêm a ele procurar ajuda de seus poderes mentais. Quanto a influência dos outros guardiões sobre os aspectos políticos e sociais de Nosgoth não está claro.

Esta era, também, começou a sua queda devido à morte entre o Círculo dos Nove. Ariel, Balance Guardian e amante de Nupraptor, foi assassinado por Mortanius. Em retaliação, Nupraptor desencadeou um ataque mental ao círculo que os levou a todos - incluindo um infante Kain - à loucura. Suas colunas, e a própria terra, desceu à corrupção. O ataque de Nupraptor afetou não apenas o círculo, mas também a mente de vários indivíduos sensíveis e intelectuais, causando ainda mais corrupção. É possível que a mudança de William do rei amado e justo no Nemesis fosse um resultado disso, também.

Quando Kain chegou à idade adulta, a raça humana estava em apuros. Nupraptor aterrorizou Vasserbünde, Anarcrothe, Bane e DeJoule estavam tentando espalhar uma cúpula de energia mutante em todo Nosgoth para torcer toda a vida em abominações estranhas, Azimuth estava desencadeando demônios para matar seu povo e queimar sua cidade, e Moebius foi mais manipulação da marcha de O Némesis, impulsionando suas forças para a guerra com Willendorf. Ottmar permanecia impotente de dor sobre a aflição de sua filha, e não ofereceu resistência contra a Horda que se aproximava.

Com um rei no estupor e outro no caminho da guerra, o povo de Nosgoth foi dividido em pequenas cidades com pouca proteção dos numerosos monstros, animais selvagens e bandidos que percorriam as estradas. Bordéis e tabernas flurished e ciganos percorrem o lado do país. Coorhagen, uma vez considerada a cidade mais bonita de Nosgoth, foi quase aniquilada por uma praga.

Como Malek foi o último dos Sarafan, os humanos de Nosgoth não tinham defesa organizada contra vampiros. Ironicamente, no entanto, a ameaça vampírica mostrou-se a menor das ameaças à humanidade naquela época, já que ainda não se haviam recuperado do massacre nas mãos dos Sarafan e decidiram ficar fora do caso humano e ocultar Afastado, interagindo com seres humanos somente para alimentar.

Tudo isso mudou graças a Moebius. O streamer do tempo impulsionou Ottmar e William uns contra os outros na guerra, com Kain como uma figura central no lado de Ottmar. O Exército de Esperança de Ottmar foi derrotado na Batalha do Último Suporte, o que significaria a desgraça de todos os Nosgoth se Kain não estivesse lá com um dispositivo que usava para escapar da Horda. Chegando no passado, Kain assassinou o jovem William o Justo antes ele poderia se tornar o Némesis, mudando assim completamente o futuro.

Nessa linha de tempo alternativa, Nosgoth voltou a ser unido. Moebius fez de William um mártir para reunir o povo comum de Nosgoth juntos como seu exército cidadão, tornando-se indiscutivelmente a figura mais politicamente poderosa do mundo. Com este exército sob seu comando, ele viu a matança do último vampiro em Nosgoth com a única exceção de Kain.

Tendo testemunhado a corrupção da humanidade e a destruição de seu povo, Kain não viu nenhuma razão para sacrificar a si mesmo pelo bem do mundo e, em vez disso, escolheu condenar os Pilares. Quando caíram, uma fenda se formou entre as dimensões, abrindo o retorno ao mundo para Hylden e demônios, enquanto Kain começou a reunir uma força de vampiros. Sucesso da humanidade mais uma vez levar a sua hora mais sombria ainda.





Caçador de Vampiros






Lobisomens eram lobos poderosos encontrados por Kain em Blood Omen: Legacy of Kain. Eles eram mais fortes e mais poderosos do que lobos normais e só foram revelados como lobisomens quando foram mortos - como eles voltaram à forma humana como eles morreram. Isso parecia ser de uma forma semelhante à própria Forma de Lobo de Kain, exceto que eles claramente não eram Vampiros, dado seu estado humano "inalterado". Como com os lobisomens tradicionais eram mais poderosos ou mais ativos durante uma lua cheia, como era Kain - particularmente em sua forma do lobo. A maior concentração de Lobisomens Kain lutou em torno da Cidade Perdida. Como eles se relacionam com formas de lobo Kain e Vorador é desconhecido e eles ainda têm de reaparecer na série.
NotesEdit
Dada a grande quantidade de Lobisomens na Cidade Perdida, é possível que esta raça tenha sido seus criadores; Isso explicaria sua arquitetura única. Por outro lado, a Cidade Perdida era protegida por um portão da Lua e só teria aberto durante uma Lua Cheia - só isso poderia explicar sua presença. Da mesma forma, eles estão presentes em grande número na trilha que leva ao Lightning Spell, que é protegido por um Moon Gate e eles só poderiam ter chegado aqui através do acesso durante uma Lua Cheia.



Demônios



Os demônios de fogo retomaram seu papel em Defiance também e foram usados como inimigos para Raziel e Kain.
AppearanceEdit
Defiance demônios demônios desviam ligeiramente da aparência dos que estão em SR2. Os chifres em sua parte traseira são agora mais afiados e prolongados e sua cor é mais vermelho impetuoso do que a cor desbotada de demónios do fogo SR2. Seus dentes da frente foram alterados para incluir uma fileira de dentes afiados, ao contrário dos demônios de fogo SR2, que tinha apenas dois maiores.
RoleEdit
Os demônios do fogo do desafio serviam o mesmo propósito que antes - foram encontrados primeiramente dentro da catedral do Avernus e tiveram que ser lutados para prosiguer. Kain também os encontrou na Cidadela dos Vampiros.



Lightning Demons eram criaturas hostis nativas da Dimensão do Demônio. Eles eram altos e magros, com cor cinza ou escuro, purplish corpos. No lugar das mãos eles tinham grandes pinchers que conduziam eletricidade. Eles poderiam descarregar isso ofensivamente, tanto em ataques corpo-a-corpo como por disparos de ataques à distância. Eles eram muito rápidos e muitas vezes atacam em grupos.

Cenobites de Avernus chamou-os como sua amante, Azimuth, desceu na loucura e girou sua ira sobre a cidade. Foram lutados pelo tempo que viaja Raziel e Kain, suas táticas do bloco que fazem os oponentes formidáveis.


Quando Kain foi explodido na Dimensão do Demônio por Raziel, estes foram os primeiros demônios que ele encontrou depois de ser ridicularizado pelas vozes desencarnadas de um grupo de Hylden, sugerindo que esses demônios poderiam ter servido ou trabalhado com o Hylden.



Os Sluagh são uma raça de predadores espectrales, eles vêm do reino espectral e comem almas.



Última edição por Pontus Maximus em Sab 27 Maio 2017, 17:20, editado 1 vez(es)
avatar
Pontus Maximus
Soldado de Deus
Soldado de Deus

Mensagens : 1983
Pontos de Experiência : 11839
Boa Fama : 16
Data de inscrição : 15/05/2012

Ficha do personagem
Básico:
Vantagens/Desvantagens/Perícias:
Descrição História:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Legacy of Kain - Raças

Mensagem por Pontus Maximus em Sab 27 Maio 2017, 17:19

deus Ancião

"Eu sou o Motor da Vida, a fonte da própria existência de Nosgoth.
Eu sou o centro da Roda, a origem de toda a Vida, o devorador da Morte ".
-The Elder God - Ouvir (arquivo de informações) [src]
O Elder God é um personagem principal na série Legacy of Kain, introduzido pela primeira vez em Legacy of Kain: Soul Reaver, e retornando em Soul Reaver 2 e Legacy of Kain: Defiance. Embora inicialmente um misterioso benfeitor e aliado de Raziel, o retrato do Deus mais velho se torna cada vez mais malicioso à medida que a série avança. Pela conclusão de Legacy of Kain: Defiance, ele é considerado como a causa de "todo o conflito e conflito ao longo da história", e como o antagonista central da série como um todo.
Representado como uma massa sensível e contorcida de tentáculos e olhos morando bem abaixo da terra de Nosgoth, o Deus mais velho afirmou ser o centro da Roda do Destino, o ciclo sobrenatural de nascimento, morte e renascimento ao qual todas as almas foram atraídas. No entanto, Raziel mais tarde acusou o Elder God de ser apenas um parasita na Roda, não o seu hub. Embora isso não tenha sido confirmado ou negado, um fato consistente foi que o Deus Elder foi sustentado pelo giro da Roda. Assim, como os vampiros eram imortais e suas almas não fluíam com a Roda, eles, e especialmente Kain, serviam como seus maiores inimigos.

Conteúdo [show]
RoleEdit
Icon-SR1 Os Ecos de um MindEdit Torturado
"O nascimento de uma das abominações de Kain atrapalha a essência da vida, é esta alma que anima o cadáver em que você" viveu ". E que Raziel é a morte de Nosgoth, não há equilíbrio, as almas dos mortos permanecem presas Eu não posso girá-los na roda do destino Eles não podem completar seus destinos.
Resgatar-se. Ou se você preferir, vingar-se. Resolver a sua disputa com Kain. Destrua Ele e seus irmãos. Livre suas almas e deixe a roda do fate churn outra vez. Use seu ódio para reaver suas almas ... Eu posso torná-lo possível. Torna-te o meu reaver da alma, meu anjo da morte ... "
-The Elder God - Ouvir (arquivo de informações) [src]
SR1-Cutscene-Chapter-1-A-Intro-007
O Deus Mais Antigo se dirige a Raziel sob o Lago dos Mortos.
SR1-Cutscene-Chapter-1-A-Intro-021
O Ancião descreve a Roda do Destino eo desaparecimento de Nosgoth.
Morando simultaneamente dentro do Reino Espectral, onde o tempo foi descrito como irrelevante, e o Real Material, onde o tempo fluía linearmente, o Deus Ancião era capaz de interagir com outras entidades de uma maneira cronologicamente inconsistente. [1] [SR2] [DEF] Sua enorme forma cefalópoda, tipicamente mostrada submersa na água subterrânea, pareceu prosperar e expandir em correlação com o declínio de Nosgoth, e na era Soul Reaver, sua extensão ocupou o Lago dos Mortos. [2] [SR2-C5] Quando o vampiro Raziel foi condenado por ninar para além de seu mestre Kain, Kain ordenou que Turel e Dumah lançassem seu "filho pródigo" no Abismo no coração do lago.
Embora "uma eternidade passou" ea descida efetivamente "destruído" o corpo de Raziel, ele ainda "viveu"; [SR1-C1] [DEF-C2] O Deus mais velho dirigiu-se a ele com familiaridade: "Eu te conheço, Raziel, você é digno". Raziel expressou horror petulante em sua própria "forma lamentável", mas o Ancião chastized-lo, alegando que ele tinha "apenas poupado [Raziel] de dissolução total". Enquanto Raziel ouvia, o Ancião explicava didacticamente o conceito da Roda do Destino e declarava que a existência de vampiros imortais desequilibrava o mundo, impedindo que as almas de Nosgoth completasse seus destinos. [SR1-C1]

"Por eons, o Ancião alimentou-se das almas de Nosgoth. Então a dinastia de vampiros de Kain privou o Ancião de sustento". O chamado Deus ofereceu a Raziel uma "solução para a sua triste existência"; Se Raziel retornasse ao reino material e destruísse seus antigos irmãos, reaver suas almas, poderia se vingar de Kain. Intrigado e desejando vingança contra seu ex-mestre, Raziel consentiu silenciosamente com esse acordo, tornando-se o chamado "anjo da morte" do ancião; Seu "reaver da alma". [1] [SR1-C1] Daqui em diante, o Ancião e Raziel compartilhavam uma conexão simbiótica: sempre que Raziel consumisse uma alma, o Ancião seria saciado também. [DEF-C2] [3]

Só existe o NowEdit
- Não seja insolente, Raziel.
Estou eternamente presente - aqui e em todos os lugares; Agora e sempre.
Sou o centro imóvel da roda giratória, o centro do destino deste mundo. "
-The Elder God - Ouvir (arquivo de informações) [src]
SR1-Cutscene-Chapter-2-A-SanctuaryOfTheClans-044
No Santuário dos Clãs, o Ancião relata a história da queda de Nosgoth.
SR1-Tomb-Morlock-032
O Ancião confirma que Raziel era um membro do Sarafan na vida.
Ao se comunicar simbiótica com Raziel, o Deus Antigo apresentou seu novo servo à existência como um devorador de almas. Ele orientou Raziel sobre os sujeitos de portões de urdidura, devorando a alma, Sluagh, portais planares e água, pastoreando o fantasma além do Submundo e no deserto estéril de Nosgoth. [SR1-C1] Raziel encontrou criaturas monstruosas e desconhecidas; O Ancião explicou que estes eram Dumahim descentralizados e, perplexo com a descrença de Raziel, perguntou: "Você acha que o tempo ficou parado para você, Raziel? Muita coisa mudou desde que você passou do mundo dos homens". [SR1-C2]
Cinco séculos se passaram desde a execução de Raziel. [5] No Santuário dos Clãs, tremores violentos na terra não o derrubaram, o que levou o Ancião a explicar que "este mundo está assolado por cataclismos - a terra se esforça para se livrar da pestilência do império parasitário de Kain". Ele explicou como Kain se recusara a se casar para restaurar os pilares de Nosgoth e afirmou que o "desvendamento" do mundo, convidado pelo império de Kain, tinha quase terminado. [SR1-C2] A partir daquele momento, A Raziel seguindo eventos significativos, mas forneceria a orientação se seu conselho fosse solicitado no Underworld. [6]

Quando Raziel lutou e matou Melquias, o Élder o parabenizou e rejeitou suas dúvidas de fratricídio, expressando que Raziel foi "elevado" ao consumir as almas de seus irmãos. [SR1-C3] Depois que Raziel fatalmente reivindicou a Lâmina Wraith seguindo sua batalha com Kain e A destruição do Soul Reaver, ele esboçou os usos da arma incorpórea, afirmando que Raziel "a libertara de sua prisão corpórea, e a restaurou à sua verdadeira forma". [SR1-C4] No Túmulo do Sarafan, ele confirmou a Revelação de que Raziel "nasceu da mesma força que quase destruiu sua raça", e voluntariamente ofereceu as histórias da abadia afogada e da cidade arruinada. [SR1-C6] [SR1-C7] [SR1-C8] Todos No entanto, Raziel foi deixado inconsciente e ignorante de seu destino verdadeiro e inevitável. [SR1] [DEF-C1]

Wiki-Icon-SR2 Profundamente no Coração deste WorldEdit
"'' 'Estas são as verdades insondáveis, Raziel:
A agonia do nascimento, da morte e do renascimento - esta é a Roda do Destino, o ciclo purificador que sustenta toda a vida.
Os vampiros são uma abominação, uma praga que sanguessuga esta terra de sua força espiritual.
Eles obstruem o fluxo da vida e da morte. Suas almas estagnam em seus cadáveres miseráveis.
Mas a Roda deve virar. A morte é inexorável e não pode ser negada.
Seu destino é irresistível, Raziel. Você é meu Reaver da Alma, o flagelo dos vampiros, ceifador de suas almas apóstatas.
Permaneça firme. Termine a maldição parasita dos vampiros, e restaure Nosgoth.
O sangue de Kain está em suas mãos.
-The Elder God - Ouvir (arquivo de informações) [src]
SR2-DC-TheElderGod-042
Os tentáculos do Ancião enrolados em torno dos Pilares de Nosgoth.
SR2-DC-TheElderWarning-012
A massa amorfa do Ancião nas Ruínas Subterrâneas.
Raziel lutou contra Kain no Crônoplast, abaixo da Caverna do Oráculo, e perseguiu seu destruidor através de um dos portais de Moebius, o Time Streamer, acreditando que, ao cruzar o limiar, ele iria passar além da influência do Ancião. [SR1-10] [SR2-C0] Ele emergiu no Stronghold Sarafan da era do pre-Sangue antes do Sangue, e, no início, não encontrou nenhuma evidência da presença de Deus neste período de tempo distante. No entanto, enquanto ameaçava Moebius na capela de Guilherme, o justo - quando ele disse que "A morte vem para todos nós" - o Moebius, que se encolheu, disse-lhe que "a Roda do Destino o exige".
Tomado de surpresa, Raziel manteve sua mão enquanto Moebius confirmou que ele, também, serviu o Deus Mais Velho. O guardião do tempo advertiu Raziel que "golpear-me para baixo estaria golpeando o próprio assistente de deus, e eu não acredito mesmo que você faria exame desse risco". Desgostoso com esta nova revelação, Raziel se afastou, desprezando os pronunciamentos de Moebius de que ele estava "agora mais poderosamente equipado para ser o agente do Deus mais velho - Seu instrumento de restauração e retribuição". [SR2-C1] Ele já tinha uma opinião baixa De Moebius de escutar os contos de Kain, e esta nova informação - que o infame Guardião era aliado do Ancião - instilou-o com uma desconfiança intensa de ambos os seus co-conspiradores [SR2-C2] [SR2-C1] [SR1-C9 ]

Nas Ruínas Subterrâneas, o Deus Ancião, sua massa alojada nas águas profundas abaixo da superfície da Câmara dos Pilares Subterrâneos e enrolada em torno dos Pilares, interrompeu o estudo de Raziel sobre os antigos murais de vampiros contidos nele. O Ancião condenou Raziel, que tinha acabado de permitir que Kain escapar dele, e eles brigaram. Raziel questionou a sinceridade e a suposta onipotência do Ancião, não querendo se tornar seu peão. O Ancião encorajou Raziel a matar Kain, reiterando sua opinião sobre os vampiros, e afirmou que "abraçar uma serpente é convidar veneno para o seu coração", mas Raziel insistiu que "se e quando eu matá-lo, será para mim, Sozinho, decidir ". [SR2-C2]

N um Sudário da JustiçaEditar
"Simplesmente os enganos de uma civilização fracassada.
Você está sendo enganado, Raziel.
Esta raça antiga esperava manipular o futuro com esses miseráveis ​​rabiscos.
Você deve pisar com cuidado.
Existem forças escuras no trabalho neste mundo, empenhadas em subverter o seu verdadeiro destino. "
-O Deus Mais Velho [src]
SR2-DC-RazielDefiesTheElder-009
Invadindo para cima, o Ancião tentou obliterar os muals da Câmara de Pilares.
SR2-DC-RazielDefiesTheElder-035
À medida que a corrupção de Nosgoth se intensificava, o Ancião parecia prosperar.
SR2-DC-TheFinalTransgression-007
O mais novo e menor Élder na história precoce de Nosgoth.
Quando ele embarcou em uma viagem para encontrar Janos Audron, Raziel retornou ao Deus Ancião na gruta dos Pilares várias vezes. [SR2] Em sua viagem de retorno à Fortaleza depois de resolver a Forja Negra, o Ancião acerbicamente o reconheceu como seu " criança"; Raziel respondeu que tinha "desenterrado mais do que você gostaria". Ele consultou o Ancião sobre as ruínas e murais dos antigos, mas o Élder os rejeitou como "os enganos de uma civilização fracassada", que "esperava manipular o futuro com esses miseráveis ​​rabiscos". Ele advertiu que as forças das trevas estavam trabalhando em Nosgoth, tentando subverter o destino de Raziel, mas Raziel se perguntou vocalmente: "Estou na presença deles agora?" Cerrado, o Ancião assegurou a seu servo rebelde que seu alcance era mais longo do que Raziel apreciava. [SR2-C3]
O Elder God foi visto pela primeira vez na era pós-Blood Omen, após a recusa de Raziel de assassinar Kain na Fortaleza de Sarafan, que alterou a história. Mais de um século após seu encontro anterior, Raziel ficou chocado ao descobrir que o corpo amorfo do Ancião parecia estar prosperando, apesar do caos em Nosgoth após o colapso dos Pilares. [SR2-C5] [SR2-C10] O Ancião cumprimentou Raziel com Desdém, marcando-o "o assassino falhado" e condenando as ações de Kain. Seus tentáculos haviam se enrolado em torno dos pilares destroçados dos Pilares, em uma "cena de culpa", o que levou Raziel a pensar que "alguém pensaria que [ele] teria rasgado os Pilares sozinho". [SR2-C5]

Raziel comentou sobre os possíveis motivos do Ancião e sua fome de almas, desdenhosamente argumentando que "o grande adversário dos vampiros acaba por ser o maior parasita de todos eles". Embora o Ancião ameaçasse "desmantelar" Raziel se ele estivesse tão inclinado, avisando de "destinos pior do que morte", Raziel zombou dele, chamando-o de um câncer; "Um parasita enrolado profundamente no coração deste mundo". [SR2-C5] Quando conversaram, enquanto Raziel perseguia os inquiridores guerreiros sarafanos na história precoce de Nosgoth após a morte de Janos Audron, o Ancião apenas observou com "finalidade sinistra" que Raziel falhara com ele. [SR2-C9]

Embargado por ter sido "usado por outros vezes", Raziel chamou o Ancião de "demônio", especulando se ele tinha sido responsável por sua ressurreição; Se, talvez, simplesmente tivesse sido "deixado cair no abrigo [do Ancião] por Kain, indestrutível por alguma razão, uma ferramenta durável e crédula para manipular". Ele suspeitava agora que havia muito mais para sua própria história e destino do que qualquer um deles sabia, mas, se desgostado pelas transgressões e acusações de Raziel, ou por outras razões, o Deus mais velho parecia nem preparado nem disposto a divulgar qualquer insight ele pode Tiveram. [SR2-C9]

Wiki-Icon-SR2Icon-Defiance Aqui na Eternidade com MeEdit
"Vá agora.
Jogue sua rebelião lamentável, e tome seu lugar entre destruído, usado e condenado.
Mas saiba isso: você é meu por toda a eternidade.
Você sempre foi, e sempre será, minha Reaver da Alma ... "
-The Elder God - Ouvir (arquivo de informações) [src]

Aqui em Eternity com MeEdit
"Vá agora.
Jogue sua rebelião lamentável, e tome seu lugar entre destruído, usado e condenado.
Mas saiba isso: você é meu por toda a eternidade.
Você sempre foi, e sempre será, minha Reaver da Alma ... "
-The Elder God - Ouvir (arquivo de informações) [src]
Defiance-DC-RazielInTheUnderworld-009
Raziel no Submundo, no cativeiro do Ancião.
Defiance-DC-RazielInTheUnderworld-102
O Ancião acusa Raziel de covardia diante do seu destino.
Raziel eventualmente percebeu o destino que o Deus Ancião e outros haviam aparentemente escondido dele; Que ele mesmo era a entidade devoradora da alma destinada a ficar presa dentro do Soul Reaver. Apesar de Kain ter conseguido adiar o destino de Raziel, impedindo Raziel de entrar na lâmina, o calvário enfraqueceu Raziel até o ponto de catástrofe, forçando-o de volta ao reino espectral. Na custódia do Deus Ancião, preso dentro do Submundo na era do Advento do Sangue. [DEF-C2] [DEF-C4]
Quando Kain tentou interrogar Moebius nas cavernas abaixo da Fortaleza, poucos anos depois da matança do Círculo, ele encontrou a Flâmula do Tempo. [DEF-C2] [7] Sem o conhecimento de Kain, Moebius estava secretamente vendo o cativeiro de Raziel no [DEF-C2] No entanto, nenhum deles realmente compreendeu a natureza do Ancião, como fez Raziel. [DEF-C13] O Ancião morreu de fome Raziel de almas em uma tentativa de forçá-lo Para renunciar a sua vontade, mas - convencido de que o Ancião era um "parasita voraz" - Raziel se recusou a submeter-se a suas súplicas, preferindo sofrer. [DEF-C2]

O Ancião acusou Raziel de "covardia", entendendo que sua rebelião foi parcialmente motivada pelo medo do Reaver; Persistente no Mundo Inferior, o fantasma foi capaz de adiar indefinidamente sua "fatalidade inevitável". Incapaz de negar esta verdade, Raziel fingiu submissão a seu mestre, e foi recompensado com uma alma. O Ancião permitiu-lhe progredir através do Submundo, mas ele eventualmente fez uma tentativa de fugir do lugar em uma das cavernas altas da área. Embora o Ancião "desgostoso" levantasse cobertores de névoa letal e soltasse a alvenaria da câmara com seus membros, não conseguiu impedir a fuga estreita de Raziel.

Icon-Defiance Na Ronda Inútil de ExistenceEdit
"Abandona-te, Raziel, abandona esta rebelião mesquinha, fui eu quem te criou, a tua vida se desenrolou, e na minha graça te poupou, tu és a ceifeira das almas, não tens outro propósito, Aceita o teu chamado, Raziel, abandona estas vãs esperanças, abandona a tua vontade e alimenta-te.
-O Deus Mais Velho [src]
Defiance-DC-TheOracleOfTheAncientVampires-068
Posando como o oráculo dos vampiros antigos, o Ancião fala a Kain.
Defiance-DC-TheFinalAdmonitionOfTheOracle-010
Kain emerge do portal do Elder para a era Blood Omen.
Depois de emergir no Cemitério, Raziel encontrou um portal plano que lhe permitia entrar no Material Realm, mas o Ancião interveio; Ele usou seus poderes para retirar todos esses portais em Nosgoth, forçando Raziel a possuir cadáveres para deixar o mundo espiritual. Suas restrições "não foram removidas, apenas soltas". Ao entrar no pátio do Cemitério, ele foi atacado por Archons - agentes do Ancião, "caçadores sem mente", que lhe concederam uma visão de pesadelo dos planos finais de seu mestre para ele. [DEF-C2] [8] O Ancião não falou A ele novamente por um período de tempo considerável, mas sua influência sobre o destino de Raziel não terminou aí.
Quando Kain conseguiu montar o Emblema de Equilíbrio completo, ele foi capaz de entrar em uma câmara selada no coração da Cidadela dos Vampiros. Um mural dentro retratou a queda dos vampiros antigos da graça, mas, antes que pudesse examiná-lo completamente, Kain foi abordado pela voz do Deus mais velho, emanando de uma piscina dentro da sala. Kain desconhecia o Ancião e sua conexão com Raziel, e atendeu a sua reivindicação; Que ele era o "Oráculo de [seus] antepassados", e que ele poderia oferecer o conhecimento de Raziel. Apesar de desconfiado, Kain sentiu, no entanto, que era imperativo chegar a Raziel, e passou pelo portal temporal que ele gerou para a era Blood Omen [DEF-C9].

Antes de se calar, o Ancião estimulou Kain a impedir Raziel de obter o Coração das Trevas. Enquanto isso, Raziel - explorando as câmaras da Cidadela na era do Sangue e enfrentando os espectros do Círculo Original dos Nove - começou a Desenterrar o mistério por trás da extinção dos vampiros antigos. No passado distante, os antigos tinham adorado justamente a Roda do Destino e o Deus mais velho invisível. A esterilidade e a imortalidade impostas pela maldição do sangue de Hylden levaram o Ancião a abandoná-los, o que os levou à loucura e ao suicídio em massa. Raziel sentiu que eles, "a raça mais sábia, mais forte e mais nobre", haviam sido "arrastados pela voz daquele velho parasita". [DEF-C10]

Icon-Defiance Com Ominous FinalityEdit
- Desespero, Raziel, não há escapatória.
-O Deus Mais Velho [src]
Defiance-DC-NoEscape-0

Com Ominous FinalityEdit
- Desespero, Raziel, não há escapatória.
-O Deus Mais Velho [src]
Defiance-DC-NoEscape-021
O Ancião taunts Raziel no Vampire Citadel's Spirit Forge.
Defiance-DC-VengeanceAndSacrifice-167
Moebius, purificado, vê a verdadeira forma do Ancião pela primeira vez.
As Catacumbas de Avernus apresentaram o lado Hylden da história; Os vampiros antigos e justos tinham começado a guerra dos vampiros-Hylden, tentando forçar o Hylden - que historicamente se opunha ao Deus Mais Velho e à Roda do Destino - em submissão à sua doutrina. Enquanto Raziel estudava os murais que representavam o campeão de Hylden, ele foi contatado pelo Ancião, que afirmou sua suspeita: que Raziel era essa figura messiânica. [DEF-C10] Kain acreditava que ele próprio era o Scion of Balance e o campeão de vampiros e Ele e Raziel estavam cientes de que os campeões estavam destinados a destruir fatalmente uns aos outros. [DEF-C11] [DEF-C10] [DEF-C7]
Raziel e Kain se confrontaram na Catedral de Avernus, e Raziel foi vitorioso, arrancando o Coração das Trevas do peito de Kain. Quando ele retornou à Mansão de Vorador para ressuscitar Janos, ambivalentemente certo de que ele tinha "mais uma vez andado cegamente" na armadilha de seus inimigos, Moebius aguardava. O Time Streamer regozijou-se que "para um verdadeiro servo do Deus único, a morte nunca é amarga", revelando que nem ele nem o Ancião alguma vez se preocuparam com qual dos dois campeões pensavam ser. A morte de Kain nas mãos de Raziel era tudo o que alguma vez lhes tinha importado. [DEF-C12]

Raziel ressuscitou Janos, que ratificou os restos da história dos vampiros antigos que descobrira. Raziel reagiu com nojo quando Janos falou reverentemente do Ancião, referindo-se a ele como seu Deus, e na Forja Espiritual, ficou consternado ao ver que o corpo do Ancião infestava a câmara. O Ancião revelou que "era o destino de Kain que importava o tempo todo", e tentou extinguir a chama da Forja Espiritual. Embora Raziel resolvido a Forja e obtido o Reaver Espírito, ele foi logo retornado ao seu antigo cativeiro com o Ancião quando o Hylden Lord destruiu seu corpo em combate, pouco depois do colapso dos Pilares. O Ancião, por fim, abandonou toda pretensão, insultando que "não há mais nada para você fazer". [DEF-C12]

Icon-Defiance O Primeiro Motor ExposedEdit
"Você não pode me destruir, Kain - Eu sou o Motor da Vida em si. A Roda girará ... A praga de sua espécie será purgada deste mundo ... E nesse dia inevitável, sua alma miserável e estagnada finalmente seja meu."
-O Deus Mais Velho [src]
Defiance-DC-VengeanceAndSacrifice-360
Kain, da mesma forma, é purificado, e percebe o Deus mais velho.
Defiance-DC-VengeanceAndSacrifice-420
Kain se prepara para lutar com o Ancião, armado com o Soul Reaver.
Defiance-DC-TheFallOfTheAncientGod-026
O Deus mais velho ameaça Kain enquanto ele deixa a Forja Esmagadora do Espírito.
O Ancião ressuscitou Moebius, que havia morrido recentemente nas mãos de um Kain mais novo, e lembrou seu servo para a Forja. [9] Eles discutiram o Hylden, a quem Moebius se referiu como "meramente uma consequência inconveniente" "Um pequeno preço a pagar pela morte de Kain" - sem saber que Kain tinha sobrevivido a sua provação em Avernus, e estava prestes a matá-lo. Como Moebius morreu, ele indicou a Kain que ele serviu "Aquele que tem poder sobre a vida ea morte", certo de que "toda a dor vai desaparecer, e [seu] mestre [iria] trazer-lhe a vida mais uma vez". [DEF- C13]
O espírito de Moebius surgiu no Reino Espectral, implorando seu deus, mas incapaz de vê-lo. Raziel de repente o empalou com o Reaver do Espírito, purificando a visão de Moebius, e permitindo que ele visse a forma do Ancião. Antes que Raziel devorasse sua alma, Moebius recuou em horror profundo "ao monstro que [ele] serviu". Enquanto o Ancião rejeitava suas ações e o retorno de Kain, Raziel refletiu sobre seu novo conhecimento. "Todo o conflito e conflito ao longo da história, todo o medo e ódio, serviram apenas um propósito - manter a Roda de seu Mestre girando. Todas as almas eram prisioneiras, presas na inutilidade da existência, levando vidas distraídas e embotadas até que a morte voltasse Eles - sempre na ignorância - para a Roda. "[DEF-C13]

Devido à natureza do Deus Antigo, "Moebius nunca tinha visto seu mestre até que o Reaver da Alma purificasse sua visão, mesmo os Vampiros antigos não tinham idéia do que eles adoravam com justiça". Enquanto o Deus Antigo puxava violentamente as fundações da Cidadela dos Vampiros, Raziel tentou "acabar com isso". Kain tentou impedir o sacrifício de Raziel de novo, mas Raziel - dispersando a Lâmina Wraith no corpo de Kain - purificou Kain, que era o cordeiro de Moebius como um vaso para entrar no Material Realm, e foi empalado por um Kain involuntário no Reaver. Finalmente, permitindo-lhe ver "o verdadeiro inimigo" antes de ser consumido para criar o Soul Reaver. [3] [DEF-C13]

Atordoado com a monstruosidade que lhe foi revelada, Kain agonizou: "Eu havia condenado Raziel a este pesadelo quando o lancei para o abismo"? A Forja caiu quando ele desafiou o Deus

Ele Prime Mover ExposedEdit
"Você não pode me destruir, Kain - Eu sou o Motor da Vida em si. A Roda girará ... A praga de sua espécie será purgada deste mundo ... E nesse dia inevitável, sua alma miserável e estagnada finalmente seja meu."
-O Deus Mais Velho [src]
Defiance-DC-VengeanceAndSacrifice-360
Kain, da mesma forma, é purificado, e percebe o Deus mais velho.
Defiance-DC-VengeanceAndSacrifice-420
Kain se prepara para lutar com o Ancião, armado com o Soul Reaver.
Defiance-DC-TheFallOfTheAncientGod-026
O Deus mais velho ameaça Kain enquanto ele deixa a Forja Esmagadora do Espírito.
O Ancião ressuscitou Moebius, que havia morrido recentemente nas mãos de um Kain mais novo, e lembrou seu servo para a Forja. [9] Eles discutiram o Hylden, a quem Moebius se referiu como "meramente uma consequência inconveniente" "Um pequeno preço a pagar pela morte de Kain" - sem saber que Kain tinha sobrevivido a sua provação em Avernus, e estava prestes a matá-lo. Como Moebius morreu, ele indicou a Kain que ele serviu "Aquele que tem poder sobre a vida ea morte", certo de que "toda a dor vai desaparecer, e [seu] mestre [iria] trazer-lhe a vida mais uma vez". [DEF- C13]
O espírito de Moebius surgiu no Reino Espectral, implorando seu deus, mas incapaz de vê-lo. Raziel de repente o empalou com o Reaver do Espírito, purificando a visão de Moebius, e permitindo que ele visse a forma do Ancião. Antes que Raziel devorasse sua alma, Moebius recuou em horror profundo "ao monstro que [ele] serviu". Enquanto o Ancião rejeitava suas ações e o retorno de Kain, Raziel refletiu sobre seu novo conhecimento. "Todo o conflito e conflito ao longo da história, todo o medo e ódio, serviram apenas um propósito - manter a Roda de seu Mestre girando. Todas as almas eram prisioneiras, presas na inutilidade da existência, levando vidas distraídas e embotadas até que a morte voltasse Eles - sempre na ignorância - para a Roda. "[DEF-C13]

Devido à natureza do Deus Antigo, "Moebius nunca tinha visto seu mestre até que o Reaver da Alma purificasse sua visão, mesmo os Vampiros antigos não tinham idéia do que eles adoravam com justiça". Enquanto o Deus Antigo puxava violentamente as fundações da Cidadela dos Vampiros, Raziel tentou "acabar com isso". Kain tentou impedir o sacrifício de Raziel de novo, mas Raziel - dispersando a Lâmina Wraith no corpo de Kain - purificou Kain, que era o cordeiro de Moebius como um vaso para entrar no Material Realm, e foi empalado por um Kain involuntário no Reaver. Finalmente, permitindo-lhe ver "o verdadeiro inimigo" antes de ser consumido para criar o Soul Reaver. [3] [DEF-C13]

Atordoado com a monstruosidade que lhe foi revelada, Kain agonizou: "Eu havia condenado Raziel a este pesadelo quando o lancei para o abismo"? A Forja caiu como ele desafiou o Elder God com o recém-habilitado Soul Reaver, causando-lhe danos espetaculares pela primeira vez em sua existência. Kain taunted que "você não temeria nós a menos que nós pudéssemos verdadeiramente o fazer mal". Flainando em fúria e agonia como Kain procedeu a escapar da câmara em colapso, o Ancião impotentemente garantiu-lhe que ele não poderia ser destruído, mas que a morte de Kain era inevitável. Apesar de suas ameaças e da ameaça que ele ainda representava, Kain não se sentiu. Olhando para Nosgoth em silêncio, ele soube agora que "as cordas dos fantoches se tornaram visíveis, e as mãos da força motriz foram expostas". [DEF-C13]

"Enquanto isso, é melhor você se enterrar profundamente."
-Kain [src]
avatar
Pontus Maximus
Soldado de Deus
Soldado de Deus

Mensagens : 1983
Pontos de Experiência : 11839
Boa Fama : 16
Data de inscrição : 15/05/2012

Ficha do personagem
Básico:
Vantagens/Desvantagens/Perícias:
Descrição História:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum